História
Convento da Conceição

Este convento de religiosas da Conceição foi o primeiro da ordem fundado em Portugal Continental, ahi pelo segundo quartel do seculo XVII (1615 a 1629) no pontificado de Urbano VIII, e governo diocesano de D. Rodrigo da Cunha.

Foi iniciador e principal fundador o Dr. Geraldo Gomes, Conego da Sé de Braga, de parceria com o seu irmão Dr. Francisco Gomes, reitor d`Adoufe, Villa Real. Em predios seus, e empenhando na obra activa diligencia com cabedaes proprios e donativos de pessoas piedosas, puderam vêl-a concluída em poucos annos, e a funcionar com quatro religiosas do convento dos Remedios, que successivamente exerceram as primeiras prelaturas.

As religiosas da Conceição (habito branco e escapulario azul) tiveram como fundadora do seu instituto uma nobre senhora portugueza D. Beatriz da Silva, filha do Alcaide-mór do Campo-maior Ruy Gomes da Silva e de sua mulher D. Isabel de Menezes, filha de D. Pedro de Menezes, Alcaide de Ceuta e conde de Vianna, do Alemtejo: a qual, na qualidade de dama d`honor da Infanta D. Joanna, neta d`El-rei D. João I por seu filho do mesmo nome, passara o Castello, quando esta senhora de consorciou com o rei d`essa nação, D. João II em Medina del Campo (Lafuente diz madrigal) em Agosto de 1447. Parece que D. Beatriz, notavelmente formosa e discreta, vendo-se maltratada pela Rainha sua ama, largou da corte e se encerrara n`um convento de dominicas em Toledo. Ahi trabalhou na creação da nova Ordem da Conceição, que viu approvada por bullas de Innocencio VIII de 30 d`Abril de 1489.

A principio estas religiosas adoptaram a regra cisterciense, seguindo depois a franciscana por conselho de Fr. Francisco Cisneros, mais tarde Cardeal e Arcebispo de Toledo, uma das maiores e mais puras glorias da historia de Hespanha.

A primitiva egreja, no ângulo, confinava com a cangosta d`Orjães, que desembocava na rua. Foi substituida em 1728 pelo novo e rico templo, que ora existe na extremidade opposta do edificio.

Annos há, vindo a extinguir-se por fallecimento da derradeira religiosa professa o primitivo instituto, foi lá installada, em 25 de Dezembro de 1883, a obra humanitaria das mulheres cahidas, e no antigo edifício se fizeram grandes obras.”

Vide "O Collegio de Regeneração de Braga"  de Torres, Alberto Pinheiro (1905). 



RUA MONSENHOR AIROSA
4704 - 537 Braga
Tel. 253 204 150
Fax. 253 204 151
E-mail: geral@imairosa.pt 
powered by Peakit